Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Posts / Desencarne de uma amiga

Desencarne de uma amiga

A vida algumas vezes parece como uma delicada flor na qual uma rajada de vento mais forte pode arrancar-lhe do galho.

Deus é sábio. Não podem existir erros. Mesmo assim ficamos nos perguntando porque queridas pessoas morrem antes de envelhecer, e nesse caso, logo após de ter dado a luz a um filho.

Agora são três filhos com apenas o pai e os avós. Três pequeninos que terão a presença da sua mãe apenas de modo intuitivo através do sexto sentido, a mediunidade.

Ver alguém "desaparecer" desse mundo maluco nos deixa confuso. Não encaramos muito bem às mudanças. Temos tendência em se acomodar, pensar que o dia-a-dia será de certa forma imutável sem acontecimentos drásticos. Difícil muitas vezes é encarar a realidade, aceitar os desígnios de um Lei Natureza incompreendida.

Que nos resta nessas horas? Acreditar que nosso Pai celestial age como infinito amor, justiça e bondade. Entender que algumas vezes não temos a possibilidade de enxergar o horizonte da lei divina. Somos vesgos, cegos muitas vezes.

Uma ajuda muito valiosa emergi da oração. Mecanismo que abre portas invisíveis para nos comunicarmos com anjos guardiães, espíritos tarefeiros do bem e até mesmo a nosso mestre Jesus. Ele sim sabia verdades e mais verdades. Ele nos ensinou o que é resignação. Nos mostrou qual o melhor caminho a percorrer.

Sejamos inteligentes, prestemos atenção Naquele que até hoje nos serve de verdadeiro exemplo de compreensão.

Junto dele temos a Doutrina dos Espíritos que nos elevam a condição de ignorantes para aprendermos a fé raciocinada através do entendimento de grandes verdades que há muito tempo não conseguíamos ou queríamos alcançar.

Deus é nosso Pai. É misericordioso. Infinitamente bondoso. Como Ele poderia nos fazer algo de ruim? Essa possibilidade não é viável, nossa razão refuta com largas certezas. Então o que sobra?

Temos a lei de causa e efeito. Recebemos aquilo que plantamos. Damos aquilo que iremos receber. Através dessa lógica, descobrimos então que somos nós mesmos o agressor o qual nos dilacera o viver com acontecimentos que não queremos aceitar.

A realidade é difícil quando se plantou muitas amarguras em tempos remotos. Porém ao mesmo tempo, esta lógica, nos dá a chave para encontramos o caminho de alegrias. Claro que nada disso vem sem esforço pessoal. Podemos dizer que é um esforço, esforço e esforço para trabalhar, trabalhar e trabalhar em benefício do próximo. Semeando apenas o bem, chegará um momento que viveremos num paraíso íntimo apesar do mundo ser o mesmo.

Sejamos fortes e corajosos. Nada nos impede, apenas nosso próprio orgulho e egoísmo.

Desejo que nossa amiga, recém desencarnada, seja recebida de braços abertos por queridos familiares espirituais e que os bons amigos da espiritualidade auxiliem a incompreensão daqueles que ficam com o sopro do bom ânimo, dos bons pensamentos e das boas atitudes.

Confiemos em Deus enquanto não somos suficientemente inteligentes para compreender essa vida de provas e expiações.

Texto em em homenagem a uma amiga de trabalho da Escola Espírita Infanto-Juvenil do Grupo Espírita Batuíra.

Ações do documento

Passagens

"Tudo o que somos é resultado daquilo que pensamos."

Buda

:-:-:-:-:-:

 

"Se toda imperfeição é fonte de sofrimento, o Espírito deve sofrer não somente pelo mal que fez como pelo bem que deixou de fazer na vida terrestre."

Allan Kardec

 

:-:-:-:-:-:

 

"Tenhamos em mente que não somos o que os  outros pensam e, muitas vezes, nem mesmo o que pensamos ser. Mas somos, verdadeiramente, o que sentimos. Aliás, os sentimentos revelam nosso desempenho no passado, nossa atuação no presente e  nossa potencialidade no futuro."

Hammed